O Sertãozinho é campeão do Paulistão A3. Após vencer o jogo de ida por 2 a 0, o time comandado por Serrão foi derrotado na noite deste sábado (14) por 2 a 1 pelo Rio Preto, mas ficou com a taça pelo saldo de gols. O bom público presente no estádio Anísio Haddad assistiu a um confronto digno de final, que acabou melhor para os visitantes. O gol do título foi marcado pelo atacante Felipe. Já os donos da casa anotaram com Wanderson e Felipe Manuel. 

Como obteve melhor campanha no quadrangular semifinal onde fez 13 pontos, contra 11 do adversário, a equipe de Betão Alcântara jogava por dois resultados iguais. Ainda assim, o Sertãozinho foi quem terminou com a taça, a terceira em sua história, já que anteriormente o clube foi campeão em 1971, quando a Segunda Divisão equivalia à Série A3 e em 2004. Vale ressaltar que, mesmo com o revés o Rio Preto também disputará o Paulistão A2 Itaipava da próxima temporada, por já ter conseguido o acesso anteriormente.

Precisando de gols, foi o Rio Preto quem tomou a iniciativa da partida. Logo aos três minutos a primeira boa chegada com desvio de cabeça de Ermínio, que foi pela linha de fundo. Minutos depois, o artilheiro teve outra oportunidade, mas, já dentro da área, não conseguiu dominar. O Sertãozinho não se lançava muito ao ataque e, por mais que tentasse, eram os donos da casa quem mais levavam perigo.

A pressão inicial logo surtiu efeito. Aos 19, Wanderson apareceu de surpresa dentro da área e, após cruzamento, finalizou para defesa de Márcio. No rebote, o próprio volante completou para as redes. Buscando uma rápida resposta, Felipe apareceu na cara de André, mas finalizou rente à trave. A chance desperdiçada pelo Sertãozinho foi um dos raros bons momentos que a equipe teve na etapa inicial. Muito pouco para quem chegou à decisão da competição.

Do outro lado, embalado pelo gol, o Rio Preto partiu em busca do segundo, que lhe renderia o placar necessário para ser campeão. E ele não demorou a sair. Aos 26, Felipe Manuel acertou uma bomba em cobrança de falta para alegria dos torcedores que compareceram ao estádio Anísio Haddad. Nos últimos 15 minutos, já sem a vantagem construída no primeiro jogo, a equipe de Serrão passou a se arriscar mais ao ataque. Coube aos defensores da casa segurarem o resultado.

A segunda etapa começou de maneira aberta. Enquanto os mandantes buscavam o terceiro gol para ter maior tranquilidade, os visitantes foram para cima para conseguir o gol que mudaria o rumo do embate. Logo aos três minutos, Ermínio fez grande jogada pela ponta esquerda e finalizou para linda defesa de Márcio que colocou para escanteio. Após a cobrança, Jhonata Obina pegou a sobra, mas chutou pela linha de fundo.

Em busca do gol, Serrão tirou Mateus e Michel Cury para as entradas de Lelo e Rossini. O Rio Preto, por sua vez, com o passar do tempo, por já ter o resultado em suas mãos, ia para o ataque só em situações boas. De tanto tentar, o Sertãozinho chegou ao tento. Aos 22, Tito bateu cruzado, o goleiro André defendeu e a bola ainda tocou na trave. Na sequência do lance Felipe finalizou pras redes. Pouco após o gol, Ermínio e Fred se desentenderam e acabaram expulsos.

Vencendo, mas ficando com o vice-campeonato, o Rio Preto partiu com tudo em busca do terceiro gol. Primeiro, Wendell criou boa jogada, invadiu a área, mas viu seu cruzamento ser cortado. Depois foi a vez de Jhonata Obina que acertou uma bomba de longe para grande defesa de Márcio. Nos minutos finais Felipe e Fabão ainda se desentenderam e acabaram expulsos. Fechado na defesa, o Sertãozinho se segurou e esperou o tempo passar para poder soltar o grito de campeão.

Matéria: FPF – Federação Paulista de Futebol

Comentários

Deixe uma resposta